‘COMPACT’: CECC integra mais um projecto com financiamento europeu

COMPACT: From Research to Policy through raising awareness of the state of the art on social media and convergence, dotado com financiamento europeu no valor de 1 milhão de euros, é mais um projecto internacional a que o CECC se associa, estando a coordenação da equipa portuguesa entregue ao investigador e director da FCH Nelson Ribeiro. O projecto tem a duração de 36 meses.

É o segundo grande projecto a que o CECC se associa este ano: juntamente com o 4 C’s, o CECC está  envolvido em projectos europeus com um financiamento europeu de cerca 2,8 milhões de euros.

COMPACT: FROM RESEARCH TO POLICY THROUGH RAISING AWARENESS OF THE
STATE OF THE ART ON SOCIAL MEDIA AND CONVERGENC

The objective of the project is to increase awareness of the latest technological discoveries among key stakeholders in the context of social media and convergence. The dissemination will be based on key areas that impact the convergence of social media. This includes scientific, political, cultural, legal, economic and technical areas, to name but a few. This is particularly essential to provide knowledge support, but also stimulate an appropriate debate among the various stakeholders (the public, the researchers, scientific and other policy makers and regulators) on the desirable future policies and frameworks that are required and lacking in the state of the art concerning media and content convergence. Additionally, the project seeks to provide research on and experience-exchange of policy and regulation strategies. The aim is to support the R&D digital programs by spreading the innovative ideas and also the innovated outcomes in convergence. To achieve this, the project will offer analyses and road maps of related initiatives. In addition, extensive research on policies and regulatory frameworks in media and content will be developed, integrating crucial topics such as: the types of regulation that are possible, sensible, and currently implemented, joined with contextual analysis of the corresponding issues; court case study on the types of cases that are brought before domestic courts and their implications on fundamental rights, the ways in which domestic courts review interference with fundamental rights in the pursuit of public interests, and the impact of court decisions on national laws and policies concerning social media and convergence; and future trends and recommendations in the policies and regulatory frameworks in media and content convergence. All of the EU countries will be included, although the involvement of additional countries is not excluded.

 

Advertisements

Alexandra Balona é co-autora de projecto vencedor do programa Criatório

A investigadora Alexandra Balona, a realizar um doutoramento em Estudos de Cultura do Lisbon Consortium, é co-autora, com Sofia Lemos, do projecto mais bem classificado, entre 300, do Criatório, o programa de apoios à criação cultural lançado no final de 2016 e com o qual a Câmara do Porto se comprometeu a atribuir 15 mil euros a 16 projectos.

 

Alexandra Balona e Sofia Lemos sobre o projecto:

ESTADOS GERAIS: Pensamento e Contemporaneidade apresenta-se como uma programação pública de crítica do contemporâneo que visa promover o debate e a inscrição reflexiva nacional e internacional, centrado num eixo estruturante — a desconstrução do sujeito moderno e contemporâneo, num mundo global mais-do-que-humano — expandido em três linhagens temáticas que darão lugar a três simpósios.

A iniciar o ciclo em Outubro de 2017, o primeiro simpósio intitulado #MATÉRIA: Multiplicidade e Abertura terá lugar em Serralves – Museu de Arte contemporânea, e articular-se-á com a programação da instituição em artes performativas. O segundo e terceiro momentos, respectivamente, #AGENCIAMENTOS: Pensar e agir no Antropoceno e #COMUM: Ser Singular Plural terão lugar no Rivoli Teatro Municipal do Porto, em Fevereiro e Maio de 2018, e articular-se-ão com programação conjunta em artes performativas. 

Cada simpósio pretende ser um evento amplo e transdisciplinar organizado no decurso de dois dias, e visa convidar diversas audiências através de duas modalidades de compromisso: painéis conferencistas, seguido de um debate moderado por um convidado local ou international, articulados com eventos de artes performativas.

O primeiro momento #MATÉRIA: Multiplicidade e Abertura visa instigar um sujeito que se constitui em permanente devir e multiplicidade, nos limites porosos que vão além da sua espécie de animal “humano” para outras liminalidades da animalidade não humana, hibridez, queerness, modos múltiplos de raça e de género, formado não só em contacto com o que o circunda, mas sendo dele parte integrante. 

No segundo momento, #AGENCIAMENTOS: Pensar e agir no Antropoceno, procura-se investigar o debate contemporâneo em torno daquilo a que chamamos “Natureza” e desconstruir o posicionamento antropocêntrico perante a realidade material, animada ou inanimada, que vai além do humano. Visa-se potenciar agenciamentos alternativos no sentido de promover ecologias horizontais, numa articulação ético-política.

Finalmente, #COMUM: Ser Singular Plural propõe um debate sobre o humano como aquele que se constitui num permanente processo relacional e plural com o Outro, sendo esta alteridade múltipla e tentacular. Assim, opera-se numa plataforma alicerçada na desmaterialização da dicotomia do indivíduo e do Outro, promovendo reflexões ontológicas relacionais e modais.
Alexandra Balona é ainda crítica de dança no jornal Público, onde escreve regularmente. No seu mais recente artigo “A ética do negativo” (17 Maio 2017) debruça-se sobre a obra de Jonathan Saldanha.

Projecto 4 Cs apoiado pela Comissão Europeia

4Cs: From Conflict to Conviviality through Creativity and Culture apoiado pela Comissão Europeia – Creative Europe – Culture Sub-programme.

Europe: a site of hospitality and conviviality é um dos motes do 4Cs: From Conflict to Conviviality through Creativity and Culture, um projeto de cooperação Europeu que acaba de ver aprovado o cofinanciamento da Comissão Europeia em cerca de 1,8 milhões de Euros através da Europa Criativa, Sub-Programa Cultura.

Coordenado pela Universidade Católica Portuguesa, o 4Cs combina investigação e práticas de produção artística e cultural para refletir e atuar sobre formas emergentes de conflito. O projeto pretende contribuir para a responsabilização das instituições artísticas e culturais no seu papel de agentes sociais com o poder de promover a união de culturas diversas através de atividades como exposições; residências artísticas; film screenings; laboratórios de mediação; workshops; conferências; publicações; uma plataforma online e uma Summer School.

Na sua avaliação ao 4Cs, a Comissão Europeia realçou a qualidade da parceria, com uma equipa que combina teoria e prática, e a sua intenção de promover a cidadania Europeia.

O 4Cs decorrerá entre Julho de 2017 e Julho de 2021 e conta com oito parceiros institucionais, de ensino, investigação e produção artística de países como Portugal, Suécia, Alemanha, Reino Unido, Espanha, Lituânia, Dinamarca e França: a Faculdade de Ciências Humanas e The Lisbon Consortium da Universidade Católica Portuguesa; Tensta Konsthall; SAVVY Contemporary – Laboratory of Form-Ideas; Royal College of Art; Fundació Antoni Tápies; Vilnius Academy of Fine Arts; Museet for Samtidskunst; e ENSAD. Conta ainda com um conjunto de parceiros associados, como Culture+Conflict; MIMA; Klaipėda University; Fundação Calouste Gulbenkian; Rua das Gaivotas 6; Plataforma de Apoio aos Refugiados; PEROU e Refugees at home.

Notícia dos resultados aqui

O projecto será apresentado numa sessão dia 23 de Maio, às 18h30, na Sala Exposições