Peter Hanenberg assina artigo conjunto sobre o impacto de Lutero na actualidade

 

16406497_303

Imagem: Pintura de Ferdinand Pauwels, 1872, representando Lutero a afixar as suas teses

 

Assinala-se hoje, 31 de Outubro de 2017, 500 anos da Reforma Luterana.  A propósito da figura de Lutero e da efémride, o director do CECC, Peter Hanenberg assina um artigo em conjunto com Nora Steen e Constantin Ostermann  von Roth no Diário de Notícias, com o título: “Será Lutero o responsável pela austeridade?”

Este é, provavelmente, o efeito mais duradouro e mais persistente que Lutero trouxe para a Alemanha e para a Europa: a valorização do indivíduo, dos seus deveres permanentes e da necessidade de austeramente cumprir estes deveres. Toda a vida tem de ser penitência, dizia Lutero já na primeira das suas 95 teses. Sem luxos nem desvios. E daí que os luteranos tenham (e os chamados protestantes em geral) desenvolvido uma austeridade comportamental e uma ética muito particular, que trazem consigo um novo conceito de trabalho e de profissão e uma racionalização “economicamente relevante” (como disse o teólogo Friedrich Wilhelm Graf), que o sociólogo Max Weber descreveu sob o título A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo.

Nora Steen, Constantin Ostermann von Roth, Peter Hanenberg

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s