This slideshow requires JavaScript.

CECC Coffee Break – O que pode o Cinema? A sétima arte no contexto sociocultural das humanidades

No passado dia 2 de Novembro decorreu mais uma edição da iniciativa CECC Coffee Break em que a investigadora Maria do Rosário Lupi Bello fez uma apresentação intitulada “O que pode o Cinema? A sétima arte no contexto sociocultural das humanidades”, no formato de reflexão sobre o papel e expressão do cinema na sociedade.

O título brinca com o da obra de Alain Finkielraut, Ce que peut la littérature e, tal como o autor que discute o poder da literatura e do romance na sociedade, Lupi Bello interroga-se sobre o poder do cinema e a sua importância. Durante a sessão, a investigadora foi fazendo o paralelo entre a literatura e o cinema nos diversos temas que aborda.

Começou por falar nos valores democráticos que, no contexto social contemporâneo, estão associados a ideias como igualdade, universalidade, abstração e horizontalidade. Contudo, no fenómeno literário, o oposto acontece, sendo dominantes ideias de diferença, de singularidade, concreto e verticalidade, em suma, o particular. No caso específico do romance, este, antes de ser narrativa é olhar – ou, preferencialmente, antes de ser lexis é opsis – frisando, então, a ideia do mundo enquanto espetáculo. Deste modo, o cinema, muito mais que a literatura, relaciona-se com a realidade através do olhar.

A oradora prosseguiu com algumas considerações sobre temporalidade, remetendo para Andre Tarkovsky, que vê o cinema como “tempo em forma de facto”. Com isto o cineasta pretende afirmar que o cinema imprime o tempo nas suas manifestações factuais ou acontecimentos. Ele diz ainda que, mais que ser a sétima arte, o cinema incorpora um novo princípio estético.

Uma outra diferenciação reside na dicotomia de cinema enquanto arte e enquanto indústria que dificilmente será tão acentuada noutras formas de arte. A oradora referiu, neste sentido, a distinção feita por Bresson entre cinema e cinematógrafo, sendo que o primeiro termo se refere ao fenómeno pobre, ao entretenimento, e o segundo à relação entre voz, imagens que produzem algo novo, a uma outra forma de sentir e pensar. A surpresa, neste contexto, é altamente valorizada por Bresson.

A investigadora mencionou ainda Pasolini que afirma que o cinema exprime a realidade através da realidade, não captando nada que não exista. No caso português, referiu o exemplo de Manoel de Oliveira, que declara que cinema trata da vida, do que existe, verificando-se, portanto, semelhanças entre o pensamento destes cineastas. A hipótese de entender significados é considerada por Rosário Lupi Bello como “aquilo que de mais valioso o cinema pode ter”, facto contestado numa posição que defenda a mera presença real que habita as obras de arte.

Quanto à narrativa no cinema, a oradora é de opinião que, por definição, “o cinema não pode não ser narrativo”, criticando o convidado da última edição da Lisbon Summer School for The Study of Culture, Peter Greenaway. O cineasta afirmou que o cinema tem vindo a submeter-se a uma lógica literária, por oposição à ligação necessária entre este e narrativa que Lupi Bello defende.

Em conclusão, a investigadora defendeu que o cinema desempenha um papel crucial no contexto sociocultural, sendo que a temporalidade lhe confere uma forma única de abordar temáticas e explorar significados.

Antes da intervenção dos presentes, em que se debateu o conceito de tempo no cinema, a comparação do cinema com música, a expetativa sobre o papel do público e a questão da mediação do impacto sobre o recetor, Rosário Lupi Bello partilhou com um grupo um momento do filme “American Beauty” (1999). O excerto permitiu realizar uma analogia com o próprio cinema, frisando assim a sua especificidade.

A próxima sessão do CECC Coffee Break realizar-se-á no dia 7 de Dezembro, com uma apresentação de Gerald Bär.

Mafalda Duarte Barrela

(Aluna 1º ano Mestrado Estudos de Cultura)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s